terça-feira, 2 de março de 2010

CaValoS


"Cavalgo num cavalo
Que não tem cor e é meu.
Quis um dia soltá-lo para que galopasse em cima do céu...
E ele voltou com corpo de vento e cascos de pó.
Meu cavalo solitário, meu cavalo tão só."

Sem comentários:

Enviar um comentário